Mudando de assunto – Intolerância a lactose

Hoje é dia do mudando de assunto e vou falar um pouco sobre intolerância a lactose.
Mas por que exatamente esse assunto?

image

Porque eu sou intolerante a lactose. 😊
Descobri isso em 2012 (se não me engano), graças a um bom gastro que não desistiu de descobrir o que eu tinha.

Foram anos e anos passando mal. Era enjôo, dor de cabeça, dor de estômago.
Fiz várias endoscopias, o que sempre acusava uma leve gastrite, fiz vários tratamentos pra gastrite e nada de melhora.
Passava em tudo quanto era médico e nada de descobrirem. Não conseguia engordar (o que me incomodava muito), e estava sempre me sentindo mal.
Até que uma época comecei a perder muito peso e de forma muito mais rápida do que sempre aconteceu comigo (se eu espirrar perco peso hahaha). Nisso eu já estava passando com um médico gastro já tinha um tempo, estávamos fazendo alguns tratamentos mas nada de surtir efeito. Até que por conta da perda de peso ele pediu dois exames específicos, intolerância a glúten e a lactose.
Nesse meio tempo entre o pedido do exame e a realização do exame comecei a prestar atenção na minha alimentação, e reparei que em diversas vezes que eu ingeria algum produto lácteo eu passava mal, comecei a lembrar de alguns episódios de quando criança que passava mal e tudo estava associado aos lácteos.
O dia do exame chegou e lá fui eu fazer. Não me lembro exatamente como é o exame, mas lembro que estava em jejum de 12hrs e que chegando lá coletaram a primeira amostra de sangue, tomei um líquido branco e de meia em meia hora coletavam mais uma amostra de sangue, por duas horas, acho eu. Já perceberam que minha memória é péssima né hahahha. #fazparte #éaidade

Eu tenho toda uma coisa médica dentro de mim, meu sonho da vida é ser médica, e lá fui eu analisar meu exame hahaha. Gente, não façam isso, só um especialista é capaz de te informar o que consta no seu exame. Mas eu sou muito curiosa e não me aguento.
Confrontando meu exame e as informações que achei na internet meu exame era positivo pra intolerância a lactose. Comecei então a fazer muitas pesquisas, antes mesmo de ter a confirmação do médico, pois a consulta demorou um pouco ainda. Tudo o que falava sobre intolerância a lactose eu lia, e comecei a tirar alguns lácteos da minha rotina.
Chegando o dia do retorno com o gastro, ele confirmou, exame positivo pra intolerância a lactose. Ele me orientou a tirar todo e qualquer produto que pudesse conter lactose da minha dieta e que eu nunca mais poderia comer nada.
Numa das pesquisas que fiz, acabei descobrindo sobre a enzima lactase (vou falar mais sobre ela, em outro post) e questionei com o médico se eu podia tomar, ele me disse que não era aconselhado, pois não se sabe quanto de enzima precisa ser ingerido para poder digerir a lactose de um copo de leite, por exemplo.

E lá fui eu começar a minha saga. Foram pesquisas e mais pesquisas, parecia que todos os alimentos do mundo continham lactose ou traços. Comecei a perceber o quanto minha alimentação girava em torno de produtos lácteos. Comecei a perceber o quanto tudo girava em torno dos lácteos, era em restaurante, lanchonete, festas, tudo.
Comecei a entrar em crise, em desespero hahahaha.
Quando via minha família comendo alguma coisa que eu não podia, chorava, chorava muito. #ALoka hahaha.
Mas gente sério, a minha adaptação foi muito difícil, pra quem lê pode parecer muito dramático ou exagerado, mas costumo dizer que não devemos julgar o próximo, pois cada um sabe o peso de sua cruz.

Depois de um tempo e de muito apoio, principalmente do meu marido, na época namorado, fui me acostumando e me adaptando.
As vezes não resistia e comia alguma coisa que não podia. Passava mal.
O meu passar mal sempre foi de dor de estômago, dor de cabeça e enjôo, graças a Deus não tinha piriri, um dos sintomas mais comuns nos IL.

Eu consegui muitas informações em blogs, acompanhava muito o Lactose não, o Tofuncional e o Sem Lactose.

E indico super esses blogs, eles me ajudaram muito a entender o que eu tinha, o porque disso, descobri que IL isso é muito comum, descobri que muita gente tinha dificuldade em se adaptar a essa nova fase da vida, e que muita gente encarava isso numa boa.

O meu conselho é ter calma.
Calma que tudo se ajeita, calma que tudo tem solução, e calma que não passamos por nada nessa vida que não somos capazes de suportar.

Eu tenho muita coisa pra falar sobre esse assunto ainda, mas pro post não ficar mais gigante do que já está (desculpa ai), vou parar por aqui hoje. Mas com certeza vou voltar a falar sobre isso aqui, quero falar sobre a enzima lactase, sobre os produtos sem lactose que foram surgindo e que fui descobrindo.

Mas uma coisa já adianto, hoje vivo bem, sem crises, sem choros.
E tudo isso foi mais uma questão de amadurecimento meu, pra vida até, do que qualquer outra coisa.
A enzima me ajuda muito, mas eu me ajudo muito mais.

Beijos amadas e amados e uma excelente sexta feira.
Bora por a positividade e o otimismo pra funcionar em nível máximo!
😘😘😘😘

Por: Thabata Wyna

Anúncios

Um comentário sobre “Mudando de assunto – Intolerância a lactose

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s